segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Um "F" e um anel.. Partes de você, Tudo pra mim..


Fiquei um tempo olhando o rio. Cada segundo parecia uma eternidade. Olhando para o relógio, precisei de menos que um segundo para entender o quanto a tua ausência me machucava. -Mas é isso, aí. Não podemos ter tudo - disse em meio as brisas do vento. Meu cabelo balançava numa sincronia entre folhas e flores... Vez ou outra, um desses parecia sentir-se atraído para os fios do meu cabelo. Novamente tornei a olhar o rio. Pensando comigo mesma, lembrei dos momentos que passamos juntos, até agora... Nossas descobertas, nossas brincadeiras... Ri, aquela risada gostosa de felicidade que há tempos não surgia tão natural em minha face. No meu peito, trago um dos simbolos desse nosso amor... A letra de seu nome.. "F", maiúsculo e desenhado... Você, tão forte em suas convicções, mas tão frágil quando estais em meus braços. Baixei os olhos e admirei o detalhe que ornamenta meu dedo... uma aliança. Anel este que simboliza a união e compromisso. Não precisaria de tudo isso para que você soubesse o que eu sinto por você.. Se torna tão evidente em nossos encontros, nossos olhares... No entanto, todo detalhe é merecido. De repente, uma gota toca minha mão, no instante em que procuro o celular para saber onde estais... - Por que demoras? Saudade dói, sabias? - estava pronta para dizer-te... Mas tive que correr para procurar um abrigo. Rodeada por árvores, apenas árvores, procurei aquela que parecia ter a copa mais alta e espessa. Não podia dizer que estava enxuta, mas não tão molhada assim.. A noite chegava, e com ela o sentimento de solidão... - Caramba, cadê você? - Estava beira de continuar com a chuva, dessa vez começando-a por meus olhos... Quando uma mão, suave e gentil, tocou meu rosto e enxugou o que parecia ser uma lágrima.. - Ei, desculpa o atraso! A chuva me pegou no caminho...- E aquele sorriso torto, sem graça que só você tem. Só esse, que me derrete, me aquece e me dá paz, surgiu em seu rosto... Não senti mais frio, nem solidão... Apenas sorri de volta, pulei em seus braços e olhei em teus olhos.. - Só me avisa, tá? E saímos para noite a fora. E no meu peito, o F pareceu cada vez mais quente... e a aliança, um laço cada vez mais forte. As partes de você, que são tudo pra mim...

Nenhum comentário: