quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Tentei dizer....

E em palavras,
traduzo a ti o que encontro em mim.
Minha urgência de tua paz,
Minha carência de teus abraços.
A saudade que sinto aqui,
manuscrevo em teu corpo,
tocando tua alma sempre que digo o quanto me importas...
O quanto me importo com tua ausência,
pois enche meus dias de pensamentos insanos
e de sentimentos vazios...
E apenas aqui,
onde a razão permite que eu traduza em palavras
o que toca em meu coração,
Posso confirmar o que já sabes,
Supor o que imaginas,
Aceitar o que me é certeza:
Amo-te,
além do que perturba a minha mente,
acima do horizonte imponente e
mais do que o próprio universo.

Um Bom Ano para todos!! ;)

sábado, 4 de dezembro de 2010

Eu e você. Por mim. ...

E nestas mudanças, descobri em você o que realmente faltava em mim.
Saímos noites aforas e vivemos o que nosso sentimento nos permitiu viver. Aventuras estranhas que jamais imaginei que um dia fosse vivê-las. Você me permitiu ser o que eu realmente gostaria de ser. Você me faz querer ser o que sou e continuas me amando por isso.

Amor,
Hoje olho pra você e não vejo mais tristeza e solidão.
Vejo nossa felicidade estampada em nossos sorrisos e a paz quando estamos abraçados.
Tenho em ti o que eu pensei não encontrar em lugar nenhum.
Descobri em você a parte de mim que faz estar sempre bem.
Sinto-me viva sempre que estou ao seu lado.

Amar você é o refúgio desta realidade de nossos dias, sem permanecer numa utopia eterna, mas numa verdadeira dimensão paralela.
Saudades que sinto...

Olhando o relógio, escuto o som da campainha
Olho pro lado e vejo pessoas correndo, abrindo a porta

Você olha pra mim e diz:
- Ei, você vai ficar? Vamos logo!

Segui você, segui seus passos e encontrei vocês
Passamos horas conversando, e rindo.
Às vezes chorávamos por tudo e por nada
De inimigas viramos amigas,
Diferentes em tudo, mas iguais de coração...
Amigas de todas as horas, pra todo o sempre
Todo o sempre... E o sempre um dia acaba.
Hoje, os passos já não me levam pra onde estão
Nem ouço mais a campainha tocar.
O que ouço é somente as risadas, longinquas de tudo o que vivemos
E percorro em lembranças, os momentos que tivemos.
E disso sinto falta.. de você, de vocês..

"Where did I go wrong, I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life..."

*Ninne, Lilith, Josy, Syntia, Pri... I miss u, my litlle friend's

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Eu e vc... Por mim... Parte II

Você sempre se manteve imparcial. Você sempre tão calmo e seguro de si. E eu, querendo me segurar em você, mas não sabia como...
Falávamos sobre muitas coisas, como sempre mas sem as brincadeiras de antes. E isso doeu. Por que era tão legal. Aí me toquei de que eram essas brincadeiras que davam pistas e a tapada aqui não entendeu (ou não quis entender):
- Ei, tu ta demorando ai pq tu deve ta tc com alguma mulher né? Me esqueceu.,..snif..
- Pára de graça! No momento, só tenho olhos para uma pequenina mas ela vive me dando fora.
- Vai ver ela é muito chata. Não esquenta, vc vai achar alguém legal...
Conversas assim, que sem querer eu ficava esperando que ele as fizesse de novo, pra eu saber que tava tudo bem entre a gnt. Mas não.
Por um tempo, pensei que estivesse brincando com ele. Toda mulher gosta de ser cortejada e tals. Mas não era isso. Eu esperava que SOMENTE ele falasse isso. E entendi o que tava sentindo.
Marcamos de nos ver.
Mas não deu certo. Não pude ir. Mas catei as moedas em casa, comprei um cartao telefonico e liguei pra avisar. Ele já estava lá.
- Fifo, não dá pra eu ir, desculpa!! O papai pediu pra eu ficar em casa, ta? Mas a gnt marca outra data de certeza.
- O que? ta.. não to entendendo nada, ellen? ellen? ellen? ellen?...
- Fifo? Ta me escutando?
- Quê?
- Oi, mulher. Já entendi, certo. Tchau.
- Tchauzinho.
Depois disso, a gnt marcou na praça do forte pra se ver. Cheguei atrasada (a historia do banho de donzela, do dilema da roupa). Marcamos as 18h, cheguei as 20h --'
Porém, cade ele? Corri para o orelhao:
- Eu vou te matar, felipe!! Onde tu ta?
- Calma, mulher. eu to aqui na praça e tu?
- Eu também, mas vim no orelhao te ligar. Vou pra la onde a gnt marcou. Vai lá e nao demora!
- Ta, to indo.
Eu fiquei sentada e de repente ele chegou. Tímido. Aquela carinha de menino. Ops. carinha de menino... Enfim, a gnt iniciou uma conversa, mas meu nervosismo era tanto que me fez falar o instante todo enquanto ele só me olhava e sorria.
Numa hora, ele toca de leve a minha perna e diz:
- Ellen, vamos tomar sorvete?
Eu olhei pra ele e pensei:
"Sorvete? Ele passa a mão na minha perna e me convida pra tomar sorvete? Sei não... isso me deu medo... Vai que é uma desculpa pra me arrastar pra um outro canto?"
- Escuta, felipe. Tipo... Ta tarde já. me deixa na parada?
Ele todo sem graça, sorri timidamente e concorda com a cabeça.
Ao chegarmos lá, esperei uma moto e no instante que ele parou uma pra mim, lhe dei um beijo no rosto e disse:
- A gente ainda vai se ver bastante, fifo!
"As coisas haviam mudado, mas somente eu sabia as mudanças que realmente teriam significado pra mim. E aprendi com elas e as aceitei de bom grado." :D
To be continued...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Eu e você... Por mim... Parte I

Pensando em várias coisas e ao mesmo tempo em nada, por que não existe uma ordem para que tudo faça sentido, lembrei como tudo começou.
Um começo estranho, um encontro até então impossível, mas já um sentimento existente e forte.
Tentando desvendar o que era aquilo que se instalava em meu peito naquele instante, fui atrás de convincentes definições.
- Amizade... Não, não. É mais que isso...
- Paixão! É. Surgiu de repente. Mas, eu não quero só isso...
- Amor... Não é muito cedo? Talvez não...
A primeira vez que nos falamos, tava te enchendo o saco pelo msn. Todo dia eu entrava e puxava assunto e você nem aí pras minhas "investidas" - se é que podemos chamar de investidas conversas como: Eaí, beleza? Poxa, fala comigo! Ta com raiva de mim? Olha, se não quiser falar, me avisa que não te perturbo mais...- e de repente surge uma resposta:
- Calma, mulher. Eu tava jogando...
E depois disso, foram dias e mais dias de conversas, sem hora definida.
Entrava no msn, mal aparecia o símbolo de on line e você já começava os assuntos do dia. Ou então, meu msn ficava aberto esperando a hora em que vc surgiria. --'
No início, eu me senti muito bem em ter um amigo que conversava, ria das minhas piadas sem graça e ouvia meus lamentos. E adorava quando vc dizia tantas coisas sobre você, ou quando você tava chateado e eu te perturbava até você rir; mesmo por que, por mais superficial que uma tela do computador possa ser, de tantas horas conversando aprendi a te conhecer e mesmo de longe, eu sei que você aprendeu muito sobre mim.
Porém, algumas coisas ainda me perturbavam: temos uma diferença que até então me deixava preocupada. E isso, naquele instante foi o suficiente pra eu deixar o medo e a insegurança me dominarem.
E neste momento, quando eu achava que tudo não passava de um mero sentimento; apesar de saber que em mim, algo muito forte estava se espalhando por meus pensamentos e pela minha vida e em você, a mudança que tudo isso te causou, eu te machuquei.
Acho que, não foi por querer, mas disse justamente o que eu não sabia e o que vc não queria escutar.
E, a partir daí veio o baque mais forte em mim:
A possibilidade de perder alguém que me fazia tão bem, me deixava feliz e me confortava: Você.
Eu teria aceitado se você se recusasse a falar comigo ou me evitado, ou se fosse indiferente (isso talvez não... Indiferença é muito ruim... pior que o ódio...).
Mas, mesmo te fazendo sofrer e te machucando você ainda aceitava minhas tentativas de conversas e aproximação. Só pra não me sentir sozinha. Por mim.
Você, apesar de tudo, me deu uma chance...
E foi ai que percebi a besteira que tinha cometido: não aceitar o fato de que podia ser feliz ao lado de uma pessoa que fazia tão bem, simplesmente por que temos diferenças.
Neste momento, eu chorei. Fazia tempo que as lágrimas não percorriam meus olhos. Surgidas no coração, me fizeram entender o que sentia.
Chorei por alguém que eu mal conhecia, mas me entendia tão bem. Chorei por alguém que nunca vi, nem toquei, mas que já tinha tocado meu coração. E decidi que não desistiria tão cedo..
To be continued...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Certos detalhes fazem a diferença...

Saio do trabalho como se ainda permanecesse lá: pensando nisso, arrumar os documentos pr'aquilo, não esquecer de entregar... ... o que quer que seja :S
E quando dou por mim, me deparo com a triste realidade:
- Cheguei em casa... e agora?
Sabe aquelas cenas em que você tem que passar por um corredor estreito sem que os espíritos grudem em você?
Pois é.
Só que em vez de espíritos, são sentimentos...
- Mais um final de semana chegando, e eu aqui sem te ver... !!??! Seria isso uma música?.. Acho que já a ouvi antes...
Entro, corro pro quarto, me jogo na cama uns minutos e fico olhando o telefone:
- Será que ele já chegou? Se chegou, por que ainda nao ligou? Terá acontecido alguma coisa? Meu Deus! Por que demora?...
E nisso, vão minutos e mais minutos passando...
Me espanto, e percebo que não adianta ficarsofrendo por antecipação.
Vou pro banheiro e tomo aquele banho típico de toda donzela:
- Lavar o cabelo com os shampoos pra limpeza, pra restauraçao e outro pra hidrataçao, um condicionador para hidrataçao profunda, um sabonete para uma pele de pêssego..
- Ops!!! Algo nao esta certo aqui, deixa eu ver... Caramba, perai... Ok, tudo bem :)
Saio com a sensação de que deixei metade de mim escorrendo pelo ralo... --'
Porém leve e limpinha, praticamente "insossa", mas tudo bem. Pelo menos esqueci (ou tentei) de pensar nessa angustia em te esperar...
Chego no quarto e novamente retorno a cama.
- Ok! Já se passaram quase 3h e ele nem mandou uma msg. Já to ficando preocupada! E agora? Será que ligo?
- Não, vai que ele ta ocupado com alguma coisa...
... É deve ser isso. :/
Abro o guarda roupa e me deparo com o dilema mais comum pra gente, meninas:
- Que roupa?
- Hum....vou ficar em casa, entao posso vestir qualquer trapo. Mas... qual? E nisso vão horas... e horas..
- Ok. Ta bom essa (a mesma que vc tirou e colocou e tirou e colocou no corpo tantas vezes antes de se decidir...). Afinal de contas, seu princípe encantado permaneceu ao seu lado mesmo depois de você ter virado a gata borralheira, certo? E outra, ele não vai estar com você agora...
- Ok, consciencia, se a intençao era ajudar, nao ta conseguindo! Vê se some >P Ao ver em que dimensao realmente estou, a incoveniente realidade surge:
- Meu deus! Já é tarde. Acho que já posso ligar...
- Alô? Vida? Oi, amor! Tudo bem com vc?
- Sim, amor. Eu to bem e vc?
- Tbm... tava preocupada, vc nao ligou, pensei que tinha acontecido alguma coisa...
- Não, não, amor. Eu tava terminando um trabalho.
Me desculpa, ta?
- Tudo bem..Ah, vc nem sabe o que aconteceu...
... ...
- Te amo, não esquece, ta? Nunca! Durma bem.
- Ok, pequenina. Você é muito importante pra mim, ta? Te amo e dorme bem.
Ele ta bem, ainda bem. Mas... e eu?

"Bem, consegui perceber que meros detalhes do nosso cotidiano são suficientes pra fazer com que as inseguranças e medos se afastem e nos permitam curtir melhor a pessoa denominada EU.
Não significa que parei de pensar nele/nela. Mas que, precisamos controlar a impulsividade e a ansiedade quando se trata do outro.
Nessas horas, surgem pensamentos tristes, depressivos e irados, mas só cabe a gente termos a
tranquilidade para aprendermos a lidar com eles."

Você me faz tão bem... e como!

Uma música do Detonautas que marca esse instante sem você... É ruim querer estar ao seu lado e saber que não posso. O pior é saber que é por um bom motivo. Por que aí, não posso ficar triste nem chateada. :/ Daria tudo por um instante, agora, com vc... Amo-te, Felipe.

Você me faz tão bem

Quando eu me perco é quando eu te encontro
Quando eu me solto, seus olhos me veem
Quando eu me iludo é quando eu te esqueço
Quando eu te tenho, eu me sinto tão bem

Você me fez sentir de novo
O que eu já não me importava mais
Você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem

Quando eu te invado de silêncio
Você conforta a minha dor com atenção
E quando eu durmo no seu colo
Você me faz sentir de novo o que eu já não sentia mais

Você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem

Não tenha medo
Não tenha medo desse amor
Não faz sentido
Não faz sentido não mudar esse amor

Uma música que só me lembra a sensação que mantém cada vez mais aceso o sentimento que tenho por você, amor. Minha paz, meu amor. Confesso: Quero você! Mas vou esperar... ^-^

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Um "F" e um anel.. Partes de você, Tudo pra mim..


Fiquei um tempo olhando o rio. Cada segundo parecia uma eternidade. Olhando para o relógio, precisei de menos que um segundo para entender o quanto a tua ausência me machucava. -Mas é isso, aí. Não podemos ter tudo - disse em meio as brisas do vento. Meu cabelo balançava numa sincronia entre folhas e flores... Vez ou outra, um desses parecia sentir-se atraído para os fios do meu cabelo. Novamente tornei a olhar o rio. Pensando comigo mesma, lembrei dos momentos que passamos juntos, até agora... Nossas descobertas, nossas brincadeiras... Ri, aquela risada gostosa de felicidade que há tempos não surgia tão natural em minha face. No meu peito, trago um dos simbolos desse nosso amor... A letra de seu nome.. "F", maiúsculo e desenhado... Você, tão forte em suas convicções, mas tão frágil quando estais em meus braços. Baixei os olhos e admirei o detalhe que ornamenta meu dedo... uma aliança. Anel este que simboliza a união e compromisso. Não precisaria de tudo isso para que você soubesse o que eu sinto por você.. Se torna tão evidente em nossos encontros, nossos olhares... No entanto, todo detalhe é merecido. De repente, uma gota toca minha mão, no instante em que procuro o celular para saber onde estais... - Por que demoras? Saudade dói, sabias? - estava pronta para dizer-te... Mas tive que correr para procurar um abrigo. Rodeada por árvores, apenas árvores, procurei aquela que parecia ter a copa mais alta e espessa. Não podia dizer que estava enxuta, mas não tão molhada assim.. A noite chegava, e com ela o sentimento de solidão... - Caramba, cadê você? - Estava beira de continuar com a chuva, dessa vez começando-a por meus olhos... Quando uma mão, suave e gentil, tocou meu rosto e enxugou o que parecia ser uma lágrima.. - Ei, desculpa o atraso! A chuva me pegou no caminho...- E aquele sorriso torto, sem graça que só você tem. Só esse, que me derrete, me aquece e me dá paz, surgiu em seu rosto... Não senti mais frio, nem solidão... Apenas sorri de volta, pulei em seus braços e olhei em teus olhos.. - Só me avisa, tá? E saímos para noite a fora. E no meu peito, o F pareceu cada vez mais quente... e a aliança, um laço cada vez mais forte. As partes de você, que são tudo pra mim...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Dias, enfim... Apenas dias...

E assim num começo de semana tão igual a tantos outros, acordo cedo e antes de levantar, olho para o teto..
- Enfim, mas um dia.. O que ele está fazendo agora?
Com certeza, dormindo mais um pouco...normal.
Cada detalhe do forro, suas linhas retas e milimetricamente paralelas
- É, deixa eu levantar logo, se não perco a hora.

Corro para o banho e fico horas debaixo do chuveiro. Fecho os olhos e parece que me teletransporto para seu lado.
Beijando sua face, vendo você sorrir de olhos fechados, estou a dizer-te:
- Bom dia, meu amor !! :D

Poderia ficar horas assim, vendo você dormindo. Tentando imaginar o que estará em seus sonhos... Confesso, traduçao de um trecho da música I don't wanna miss a thing, Aerosmith.
Saindo do banho, olho para a cama em que tanto entrelaçamos os nossos corpos. Mais uma vez, sentindo o poder magnético nesta, me jogo de volta na cama. Agarro o travesseiro e sinto o teu cheiro. Único e exclusivo.
- Ok, ok... O trabalho me chama.
Visto-me como se o tempo tivesse parado e houvesse longos intantes de paz. Perdida em pensamentos e detalhes, sorrisos e conversas, ouço ao fundo o insistente tic-tac do relógio trazendo-me á tona.
Saio de casa, com a certeza de que neste dia, será apenas mas um dia... Como tantos em que acordo, e não vejo você ao meu lado... Em que me pergunto, inconscientemente o que andas aprontando na minha ausência (de manhã cedo, quando tudo está tranquilo)... Como todos os que fico a pensar em ti... E esquecer da incoveniente realidade... que me diz:
- Ainda não... Tenha mais paciência. :/

Amo-te, Felipe. Confesso que há dias em que me perco, tentando achar um jeito de estar com você, sem roubar-te a liberdade amaprada por lei.. hahahaha :)
Mas, enfim, percebo que é esta liberdade que acaba trazendo você tantas vezes de volta pra mim.
bjs :*

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Algo sobre...

Por que somente sou,
quando estais aqui?
Me sinto perdida,
Errante em alto mar...
Cansada de tudo,
Esperando o nada

Queria viajar
Sair por aí!
Andar noites afora
Correr entre planícies e
dormir na relva, ao por-do-sol

Mas...ainda sim, aqui não estou...
És parte do todo que me completa,
Sinto em ti, como se todo o mundo
Já não existisse...

Por isso,
Exageradamente,
Hiperbolicamente,
Te amo...

Como sempre
e como nunca...
Por que nada deve ser como sempre foi...
Ás vezes, basta um pouco de dúvidas e incertezas,
regadas a força de vontade
e pitadas de determinação..

^-^

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Minha força, Minha paz
Manifestação da minha Felicidade
Sou egoísta por querer-te tanto bem?
Sou masoquista, ao insitir na saudade
só pra tê-lo o mais perto possível de mim?

Ah, tolice dos que amam!!
Encontram paraísos em detalhs mudanos
Perdi minha razão quando encontrei em teus olhos
o Amor...
Meu espelho surreal, imagem de tudo o que eu quero ver
Ao mesmo tempo que me elevas ao céu,
Mantém meus pés nesta terra que nos sustenta...

Sou boba, sou tola...
Sou meu eu mais apaixonada
E daí?
Se amo, amo como posso...
Algum problema?
Por que insistem tanto em não viver o Amor...
Mas vive-se em guerra?

Ai de mim, Pobre mortal que sofre com a realidade
cotidiana..
Ainda bem que amo..
Assim, vejo mais cores neste mundo frio e incolor..

- Nossa... Que desabafo mais estranho..rsrs*
hahaha ;P

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Sobre o amor...

Ás vezes choro,
Ás vezes sorrio,
Outras eu corro,
e me escondo...

Onde te achei,
Acabei por me perder,
E quando te perdi,
em mim nada encontrei

Andaste por meu caminho,
lado a lado em minha jornada,
Caí e você me ajudou a levantar
Caímos e sempre tivemos onde nos apoiar

Foste minha base, meu esteio, minha moradia
Em ti achei as forças, pra suportar o dia-a-dia

Mas agora, eu penso em tudo o que passamos...
Vivemos? Sobrevivemos?
E depois? O agora...

Promessas e serenidade,
Encontros e desenganos,
Felicidades e recordações,
Lembranças e incertezas...

Enfim...és Amor?...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Só você... * 1 mês de namoro *

Só você,
Que chegou assim, de repente
E tomou conta de mim...

Por todas as conversas,
Via msn, celular ou ao vivo
Que me faz conhecer-te ainda mais...
Por todos os olhares,
Quando ficas sem graça
Ou seriamente pensativo
Por todas as vezes, que eu mesma fico sem graça
Quando me olhas e diz o quanto estais bem ao meu lado,
Ou quando me observa dormindo... em teus braços
Por todos os toques,
desde os mais suaves, ao chamar minha atenção
Aos mais intensos, quando estamos a sós
Por todos os pensamentos sobre você,
que me traz a saudade e as lembranças do quanto
nos amamos...
Por todas as horas, em que mesmo atrasada,
Você espera e ao me ver, abre o melhor de todos os sorrisos
só pra me receber e me dá aquele abraço..
Este, que quando estou confusa, triste ou preocupada,
me embala e me traz a paz... Ao som do palpitar de seu coração...
Por todas as declarações, mensagens e formas de demonstração de amor,
seja em meio a ruídos de conversas,
ou ao murmurio do vento...

Por sempre me ouvir quando apenas quero desabafar,
Por nunca me ignorar mesmo quando faço drama,
Por, ás vezes "brigar" comigo, me fazendo voltar pra realidade.
Por outras, "viajar" comigo nas nossas loucuras e aventuras...

Só você... Só por você..
Só você, que em um mês me fez viver muito!!
Amo-te Meu Amor, ♥ Felipe ♥

quinta-feira, 3 de junho de 2010

One day in my life - Part 2

E, chegamos à sexta!! Último dia de amostra pedagógica da UEAP. Na entrada, encontramos com o Diego e o Jackson. O Pedro tinha acabado de me ligar, tava na UNIFAP e chegaria mais tarde. Crentes de que a Nova Ordem fosse tocar, eu, Felipe, Paola, Nanih e Juhninho estávamos aguardando. Ficamos lá com a Diana. Ainda rolou umas bandas Emo lá... Nem lembro o nome :S.
A nanih e o juhninho vieram embora mais cedo. Emprestei 2 reais do juhninho, e acabamos comprando um vinho. A gnt tava tomando cerveja junto com a Diana, a Lêda e os amigos delas. ^^
O Pedro chegou, ficou com elas, eu e o Felipe ficamos sentados ao lado de uma carro, no chão, conversando e tomando o vinho ~~. Mais uma vez eu disse pra minha irmã (nanih) que ia chegar cedo... O problema é que ela nunca entende o significado de cedo :S
Enfim, esperamos até meia-noite pra ver se a Nova ordem realmente iria tocar...Mas NADA!! Ao invés de rock, ouvimos Brega Melody, Pagode, Dance... arfs :/
Eita que o pessoal já tava chapado, bêbado e começaram a dançar tudoooo :S o cena deprimente..rsrs*
De lá, não suportando mais a poluiçao sonora, emendamos para o tal Formigeyro..rs* O pessoal da Banda Os Arranjados estavam por lá, então a Lola e a Diana se encontraram e ficaram com eles. Eu e o Felipe ficamos mais afastados... Namorando, né? * Tava com sdds dele...é, eu sei... quarta e quinta passei com ele, mas quando a gnt gosta, o tempo parece andar tão rápido e sdd logo vem... Ainda bem que aproveito o quanto posso ;)*
Tááá... Já vou continuar a história.. :\ Ok. A gnt já tinha bebido cerveja, vinho e lá no formigeyro tomamos montila, 51 ouro, vodka... e nem lembro mais o quê!!
Caramba, a gnt tava meio porre (mas não por mt tempo, pq a metade que tava sóbria resolveu participar da onda o/ ). Tipo, o pessoal tem seu prórpio estilo e modo de se divetir... a galera lá não é do tipo que exige que as pessoas deixem de ser elas mesmas pra tá enturmada, basta "chegar, chegando"..rs* Muitos eu conheço de vista, outros eu já digo um "Oi", "eaí?" :D Alguns eu já tenho uma certa amizade, e isso me deixa muito feliz ^^.
Mas, aconteceu algo que me preocupou... A minha prima Paola agiu de uma forma que me deixou extremamente preocupada, por que é algo que eu não me imaginei vendo acontecer. O meu choque oi tanto, que pedi pro Felipe chamá-la... Não consegui esperar, fui lá com ela, levei-a pra um canto e "debati" com ela... ou nela, por que dei uns 3 tapas de preocupação!! Cama, não foram tapas e não era um Fight... Era algo como: "PQP, sua porra!!! Tú ta doida, #%$@#%^$!! pára com a tua leseira e pode parar de beber!!" :) algo bem..singelo e doce ^^
Aí a galera ja tava lavada, e o banheiro público se tornou os cantos e as portas da igreja... E tinha muita música, por que o pessoal dOs Arranjados levaram violão e tals...Era muito Raul Seixas, Cazuza... tava muito bacana.
Conheci nesse dia a Rafa, irmã do Lipe (fellipe libertários) e tive a oportunidade de falar com o Iann (ex-baterista da Nova Ordem) e pedir pra ele que autografasse o cd que o Pedro tá enrolando pra me entregar... >:/ Ele concordou...ah, e ele é primo do Felipe(my).
Numa hr eu tava apertada pra ir ao banheiro, e acabeu cedendo as minhas necessidades fisiológicas e fui ao banheiro público com a Lola. Quando eu voltei: CADE o FELIPE???Vi a Rafa e pra ela se tinha visto ele; Ela disse: Ele tá ali bebendo com o pessoal... Eu olhei e era o Lipe. Eu: Não Rafa, não é o Lipe, é o meu Felipe. E ela: Minina, eu to chapada!! Mas peraí que eu vou encontrar ele pra ti..rs* fui seguindo-a com os olhos e vi quando ela chamou ele que tava no carro conversando com o Iann. Ele saiu de lá, grogue e se jogou no chão, perto do carro. Ela veio e disse: Menina, achei ele! Achei ele! Ele tá ali, ó! Não disse que ia encontrá-lo..rs*
Ela é uma menina bacana, gostei de falar com ela! ^^Na hora de voltar, viemos de carona com o Iann. Tava eu, a Lola, o Felipe, o Pedro, o Murillo, o Diego e um outro que tava aniversariando no dia... num lembro o nome :/.. atrás e o Bombon com o Iann na frente ^^.
Ele nos deixou em casa e seguiu com os meninos pra deixá-los tbm em casa, por que todos moram no mesmo bairro, menos o Pedro que mora perto de casa ^^
E esta foi a sexta-feira...Aguardem, ainda tem o sábado ... Hahahahaha
Bjin :*

terça-feira, 1 de junho de 2010

One day in my life... :D

Hey... Cá estou a contar-lhes fatos importantes e curiosos da minha simples vida..rs*
Semana passada, mais aventuras:Houve a semana pedagógica na [b]UEAP[/b], universidade estadual daqui. Uma amiga nossa, a Diana que nos convidou. E como pra sair, só faltava o local, lá fomos eu, Felipe♥, Lola e Pedro. Isso na quarta feira!! Chegando lá encontramos com o Jackson (Nova Ordem e estuda lá). Teve música ao vivo. E aconteceram alguns fatos curiosos: 1º - Passou uma doida vestida que nem aquela moça, a Geyse (com vestido e sapato alto). Eu e a lola olhamos pra ela, e fizemos aquela cara de mulheres fofoqueiras.. depois nos calamos. A doida tinha uma voz!!
Caraca doido!! Cantou muito bem!! E eis que isso puxa para o 2º fato - as músicas. Putz, eu tava com ♥Felipe♥ e as músicas eram praticamente as que a gnt canta ou cita um pro outro. Eu olhei pra ele e perguntei se ele não tinha dado á ela a lista com as músicas...muito suspeito :S E pra completar, ela cantou Pitty. Se ela tivesse cantado Equalize, com certeza ele tinha repassado a lista pra ela. :)
Depois, fomos pra parada eu, ♥Felipe♥, Lola, Pedro, Jackson, Nanih e Diego (o Renato 'Urso')... o Felipe♥ e o Diego foram embora. E como não tava passando mais onibus, eu, a Nanih, a Lola, o Pedro e o Jackson caminhamos da FAB até a Nutriama. O Jackson perguntou pra Lola o que nós éramos uma pra outra. Ela disse que somos primas e a Nanih é minha irmã. E ele diz: Caraca doido, deve ser muito escroto... Três mulheres. Ela complementa dizendo que tem mais a minha outra irmã. E ele: Po, mais uma. Deve ser muito escroto mesmo. A Lola só disse que rola fight quando a gnt pega algo "emprestado", mas sem pedir ^^. O irmão dele faz a mesma coisa, e ele diz que fica muito puto.. Hahaha
De lá, ligamos pro Daddy e ele foi nos pegar. Ainda deixamos o Pedro e o Jackson em suas respectivas casas e o Jackson ainda disse: Vocês ainda estavam com esperanças de que ainda tinha onibus...rs* Sem contar que depois da Nanih ter passado a tarde tomando café, ela tava que nem o Stitch *-* rs* Tava Louquinha a minha mana..rs*
Ainda beberam vinho e eu, só na vontade...arfs
Na quinta, marcamos com o Pedro ás 19:30h. Chegamos tarde, lá pelas 20 e alguma coisa. E o Pedro, pra não variar, me aparece perto das 22h!! Só não foi tempo perdido, por que o diego não estava lá para cantar Legião e por que eu estava com meu ♥Love♥. :}
O papai foi nos buscar e tals. Deu o maior sermão e disse que a gnt não ia sair na sexta... Até parece.. Lalalalala ^^
Agora, o melhor começou na sexta-feira!!
Mas..isso depois eu conto ^^ Fica para o próximo post ;)

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Que seja o que tem que ser...

Às vezes me perco em preocupações
e idéias vagas sobre possibilidades e afins
Algumas eu me perco no escuro e
sem saber, me acho em lugares muito estranho
Quando dou por mim, estou ali
mesmo sabendo que permaneço cá

É, eu sei lá..
Sabe se lá como tudo acontece
Se tem um por que...o que...quê...

Mas, abro a janela.. olho o horizonte
e aceito o fato de que tudo é, como tem que ser..
Que assim seja então!

Boa semana... :)

Com algumas dúvidas...mas muitas certezas!!!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Curtindo a vida adoidado - O início...

Dizem que a vida é curta para aqueles que não sabem aproveitar... Então, a semana passada pra mim foi muito louca e bem aproveitada...
Tipo, comecei a beber tem alguns meses, antes achava escroto esse papo de sair com os amigos e beber (quando se tem alguém que bebe e passa dos limites, fica o tal trauma...). Mas aí, parei e pensei..
- Porra, por que não? De que adianta uma vida, se não foi vivida? Liberdade! Então comecei nesta vida de vícios, bebidas e rock...
Tomei alguns porres, com direito a vira-vira e queda na LB (na verdade praça do Forte, mas conhecida como Lugar Bonito), pulos-quedas de um palanque-lágrimas-e-"ellen-emo-bêbada"; uma semana muito diferente do convencional: pelo menos até então pra mim.
Começamos na segunda-feira, sem aulas(é... teve, mas não teve !?!), fomos a LB e sem voDizem ntade de beber de fato, nos contentamos com uns Bombons de cachaça: teve até direito ao FIGHT..pq qriam levar o meu chocolate ¬¬
Na terça-feira, sem muitas novidades fomos a Praça. Ah tah, recapitulando: FOMOS: quer dizer Eu, Paola (que não desgruda e que eu amo) e Fifo, com participação especial de Pedro(bobo) a partir de quarta-feira. Da água pro vinho, na terça eu e a Paola fomos comer a tal macaxeira frita e de quebra complementamos com umas cervejinhas..
Na quarta, chegamos a entrar na facul, mas nada. Encontramos com os meninos na Praça da Bandeira e descemos pro tal Formigueiro. Arrebatamos um vinho e lá fomos pra LB. Conversar, beber, ficar juntos e tals. Ainda achei que fosse apanhar quando retornasse á casa. Mas, ufa! Estavam todos dormindo.
Na quinta não saímos, até fomos pra aula, mas...
Aí, começamos os preparativos para ESTE final de semana. Na sexta marcamos um cinema, que não aconteceu. Mas, aí pra afogarmos as mágoas nós (eu, fifo e paola) fomos ao supermercado e encontramos a Natasha. De lá descemos pra LB, encontramos o Pedro e ficamos bebendo soda com a Natasha. Cara, ela é boa mesmo :) O Pedro que a amouuu..rs* De repente, chega o Diego e o Mauro (não sabia quem era, depois de alguns goles a gnt até rir junto). De lá, depois da 00:00 fomos para o Santa Rita, estava tendo um show metal core por lá. Quando parei pra me situar, já estávamos na Praça Nossa Sra. de Fátima (Como? O que? Quando? Por que? Caralho doido, como eu cheguei aqui.. :O )
Por lá, as coisas aconteceram como deveria (creio eu ?!?). Quando parei pra contar, entre os chapado e bêbados, os que ainda estavam bem (pq bons mesmo, todos estávamos...depois da natasha.) nenhum sobrou. Estávamos eu, a Paola, o Fifo, o Pedro, o Diego, o Mauro, a Diana, o Maiden, a Bianca (conheci de fato alguns deles..rs*)
Teve direito até a frase célebre de Paola "Caralho doido, eu estou entre o Cazuza em fase terminal (Mauro com um pano branco na cabeça) e o Renato Russo (Diego: qualquer semelhança é mera coincidência)"... rs*
Aconteceram muitas coisas das quais eu não imaginaria que acontecessem, a começar pelo fato de que EU estaria bebendo, com o pessoal do Liberdade ao Rock, andando de madrugada, sabe se lá por onde e bebendo... estando com alguém especial**.. e bebendo...rs*
Foi a noite mais louca da minha vida... Cheguei em casa já era umas 7:30m da manhã e passei na padaria pra comprar pão e diminuir meu suposto castigo...
No sábado, acordei lá pelas 14:00h e depois de arrumar a casa, fui ao supermercado e quem encontro lá? A Natasha :) e a levei comigo pra praça.. mais uma 51 e o Licor de menta.
A noite fomos curtir o Liberdade ao Rock, ouvimos Nova Ordem o/, Agressão Verbal... Encontramos a galerinha Lá..
Mais um monte de fatos: lágrimas, perdas, beijos, abraços, chuvas e tals.. Como teve uma festa depois, encontramos um outro caminho e fomos parar no Bairro Açaí! :O Onde brincamos de "fui na feira comprar um limão....." Não lembro como fui parar no quarto, mas me disseram qu eme carregaram. Ainda bem!
De manha, isso lá pelas 7:00h, fomos pra casa da minha mommy (Eu, Fifo, Paola, Nanih e Juhninho), comprei pão e ficamos na casa da mom até depois do almoço. Retornamos ao Boné Azul, arrumamos o quarto da Lola. Neste momento, eu-nanih-Lola compramos um pacote de Micão e coca... E começaram-se as ligas: uma me pergunta de onde surgiu o nome Jotalhão da turma da mônica, a outra me pega um choque sentada na cama. E eu comecei a questionar se realmente só era coca o que tinha na garrafa...
A noite, compramos uma Roskoff e nos encontramos no lugar de sempre... Ainda fiquei sabendo de fatos que me balançaram um pouco, mas é a vida ;) Conversamos, bebemos e lá pelas 00:00h cheguei em casa, cheirando a um perfume bom*, misturado com fanta e roskoff..
Enfim, esta foi a minha semana...
Nada de mais para alguns, mas muitas aventuras pra mim... ;)

terça-feira, 11 de maio de 2010

Tudo que acontece, não acontece em vão...



Correndo entre as planícies
Percorri caminhos alegres e vales sombrios
De onde menos esperei
Você surgiu como uma mera chuva de fim de tarde...

Suavizou meus pensamentos, quando já não conseguia entendê-los
Tranquilizou minhas lembranças, quando elas não se dispersavam
Alegrou meus sentimentos, quando imaginei tê-los perdidos
Privilegiou minha companhia, quando merecia apenas a tua ausência

Fostes para mim, o que a chuva é para o solo...
Trouxesse a vida que julguei ter perdida...
Trouxesse a esperança de um arco-iris por trás de um céu negro

Não sei muito bem o devo dizer... Nem sei se ao menos posso...
Mas tens um lugar muito especial em mim..
A gotícula em sorriso que me dedicas a cada dia,
Me traz uma paz e felicidade... Inesquecível...
Te adoro...por todos os momentos
Por todos os sorrisos
e por tudo...

:)

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Meu retrato de você


Tirei tuas molduras e teu contorno
Deixei que somente teu esboço
marcasse a simplicidade do teu ser
Só assim, pude admirar o teu eu mais perfeito
Te desenhei conforme minhas lembranças
Te recriei conforme minhas vontades
Fiz das tuas mentiras a tinta mais marcante
e fiz do teu sorriso o instrumento mais maleável

Sujei, apaguei e rasguei tantas vezes quanto possível,
e ainda sim minha inspiração existiu
apenas no instante que te vi

Depois, cada detalhe e cada cor
não teve mais forma nem sentido...

Meu desenho de você é apenas um rabisco tênue e suave
Minha imagem de você é apenas uma tela distante pintada
no escuro
Meu retrato de você... Uma simples realidade do que
imagino ser a tua presença nesta ausência...
O vazio diante de um sonho...
Uma ilusão de uma obra-de-arte...




terça-feira, 27 de abril de 2010

Trapaças de um louco amor


Caminhando pela rua,
Por entre esquinas e curvas
Tropecei no que julguei ser
Apenas uma pedra no caminho
Parei, olhei pro chão antes de cair e
Ops! Não é que te encontrei?

Caminhamos pela praça,
Sentamos na relva, embriagados pelo orvalho
Contamos estórias, histórias e fatos
Conversamos de folhas a flores, borboletas a álcool
Corremos pelados na chuva e descobri

Louco destino que te encontrou
Perdido em mim, em meus pensamentos
Cantei pra você meu repertório original
E mesmo assim, você me deixou
Amanheci deitada sobre onde você esteve
Num unico instante, antes de partir
Tentei chorar, mas so pude sorrir
E depois, vivi como tudo tem que ser

Trapaças de um louco amor
Que me deixou perdida nos segundos
Em que voce ficou
Sorrio só de imaginar,

Estas loucas lembranças que deixaste em mim.
E somente dela, enfim vou recordar

Bela semana pra todos ;)

domingo, 25 de abril de 2010

Por trás da mais escura nuvem, sempre existe um arco-íris...


Um dia, depois de sair do trabalho, cansada, estressada, desmotivada (é, ás vezes isso acontece) olhei pro céu e lamentei ter tomado essa decisão. Como não era de se esperar morando aqui, vi uma bela, pesada e esmagadora nuvem de chuva. Meu Deus, se depressão fosse uma reação instantanea teria eu cortado os pulsos apenas com meu olhar. Pensei "Só falta agora a Lei de Murphy resolver se concretizar". Com isso, pensei em todos os problemas que tinha que resolver, nas complicações em casa, nos percalços da vida... Parece que o peso das nuvens estavam sobre minhas costas. Quando achei que de fato eu tinha que aceitar e seguir em frente com tamanha dor e carga, conduzi meus olhos mais uma vez aos céus - esperança é a última que morre, até então - e parei. Primeiro por que quase piso numa poça de lama, segundo por que atrás da nuvem, numa curta imagem que não se encaixa nessa moldura pintada por algum depressivo, eu percebi um tenue e expressivo arco-íris.
Ohhhhhh! Voces nao imaginariam a sensação que tive ao ve-lo. Parece que meu sorriso tornou-se sua imagem invertida. Apesar de achar que as pessoas ao redor me condenavam e pareciam assustadas com minha reação, eu ri. Sorri de tal forma que a menininha que passava ao lado me olhou e disse "É lindo né?" e apontou pro arco-íris. Nesse momento, eu a olhei e percebi o quanto uma criança é pura e ingenua. Apesar da nuvem enorme, ela apenas enxergava o arco-iris.
Neste pequeno instante, eu me desfiz dos pensamentos tristes e analisei os fatos: Nem tudo na nossa vida é tão frustrante, desesperançador e ruim como se imagina.
Afinal uma situação embaraçosa, um tropeço, uma queda, uma barreira só são realmente sinonimos de fracasso se nós mesmo permitirmos que sejam.
Por isso, em uma situação como essa nunca se deixe abater e entristecer... Afinal, por mais complicadas que as coisas aparentam estar, há sempre uma soluçao.
Por isso, ao olhar para o céu não repare apenas nas nuvens... Sempre olhe adiante... Um arco-íris pode lhe garantir um belo e reconfortante momento.
Abraços,

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Ah, como são puros os versos surgidos no acaso...


Diante do outro texto, este poema (acho) parece ter surgido da minha veia romântica...rs*
Parte de mim que se diz poética manisfestasse quando o tempo resolve parar,
e as palavras e pensamentos desejam ser projetados de forma escrita em algum lugar..
Espero que gostem..

-
Procurei por aquilo que justificasse meus sorrisos e minhas lágrimas
Andei por caminhos ainda desconhecidos,
Cheguei onde muitos estiveram, mas não souberam voltar
E lá, onde parece existir o nada, o vazio... Te achei.

Este vazio que cobre cada pedacinho de mim.
Este vazio que traquiliza e acalma meus pensamentos
Fui vítima de suas faces e suas palavras,
Fui trazida para uma dimensão onde o tempo não existe

Senti a dor da saudade, odiei a sua ausência
Tirei de mim a verdade daquele momento
Quis devolver tudo o que seu senti
E, ainda sim
Teria a certeza que pediria tudo de volta.

Dediquei este momento para quando você voltasse
E trouxesse todas sensações que tivemos
Queria mais que um acaso, para tê-lo comigo

Palavras de agora, com pedaços de você
Escrevi cada instante no vento que te trouxe
Soprei os teus carinho para o horizonte
E desejei tê-los de volta, no segundo que se foram

Mesmo que houvessem mil e um motivos pra te odiar
No fim... te amaria pelo simples fato de existir.
-
É isto ;)
Abraços,

domingo, 18 de abril de 2010

Somente o que eu sei...

Bom, para minha primeira postagem gostaria de colocar algo realmente legal. Mas, o conceito de legal é relativo de mais. Por isso, colocarei como primeiro post algo sobre mim. Pra deixar tudo claro e bem explicado sobre quem eu sou.
Se auto-definir é complicado, por que a não ser que voce realmente saiba quem seja, não ha palavras que te conceituem. Eu, por mim mesma.
Sem meias palavras ou meias verdades, sou a típica garota que ninguém conhece, mas que ela de tudo observa. Por mim, me resumiria em alguém sem muitos talentos ou dons, mas com a incrível capacidade de ser amiga/colega de todos. Pelo menos ao meu ver.
Aprendi sobre mim mesma, no ensino médio. Época de mudanças e adaptações na sociedade. Conheci meu lado egocentrico. Minhas verdadeiras amigas. Minhas paixonites. Minhas falhas e acertos.
Para alguém que só sabia estudar, vivia pra isso, não posso dizer que vivi minha adolescencia nos padrões normais. Me arrependo? Em alguns momentos sim. Mas não a ponto de dizer que nada do que aconteceu tenha sido válido.
Amor. Amei sim, com tudo o que havia em mim, de forma sublime e única. Me dediquei de corpo e alma, vivi a vida dos sonhos de alguém, dediquei cada pensamento do dia, cada segundo do meu descanso, cada suspiro de meus instantes. Fui dele por inteira, mas ainda sim parecia ser pouco. Até que num simples instante, tudo muda. Cade o romantismo dos encontros? Cade o sorriso com sua chegada? Cade a palpitação com sua presença? Cade a saudade na sua partida?
E o que era sonho, vira ilusão. Por que começa a perceber que havia um lenço sobre seus olhos, que voce próprio colocou. E começa a perceber que no final das contas, Amor só surge com o tempo. Mas como parece que ninguém tem tempo, ninguém percebe. Eu posso dizer que amei. Cegamente e Loucamente, mas amei.
E por isso, eu sei que me definindo como alguém que realmente amou, posso também dizer que depois que acaba e parece existir o vazio, voce deve logo preenche-lo com qualquer coisa que lhe contente. Até passar...
Eu sou alguém que gosto de passear, mas também valorizo meus momentos em casa. Com minha família, que hoje eu sei, somente eu sei, o qunanto significa. Gosto de música, de preferencia romantica, em qualquer estilo. Mas o Rock tá me cativando... Momentos da vida.
Sou de lua. Sou de sol. Sou alegre, extrovertida, engraçada. Mas permaneço na maior parte do tempo séria, introspectiva, calada. Sou amiga, companheira. E hoje aprendi a controlar as emoções. Hoje consigo ser fria a e calculista. Mas prefiro se amável e educada.
Enfim, sou tudo o que posso e consigo ser. Sou o que ninguém imagina existir. Sou quem muitos gostariam de fazer sumir. Sou quem realmente consigo ver. E apesar do que mais pode parecer, sou tudo isso que aqui escrevi e pensei. Por que nada mais consigo dizer, a não ser, somente o que eu sei...
Abraços (agora to com sono)...